Papa aceita renúncia de Dom Washington Cruz e nomeia Dom João Justino como arcebispo de Goiânia (GO)

Nesta manhã, dia 9 de dezembro, o papa Francisco nomeou Dom João Justino de Medeiros Silva, até então arcebispo de Montes Claros, como o novo arcebispo da Arquidiocese de Goiânia. Dom Washington Cruz entrega a missão ao seu sucessor após 19 anos à frente da Arquidiocese de Goiânia.

Com o coração grato, rezemos por Dom Washington Cruz e rendemos graças pelo ministério e pastoreio de Dom João Justino à frente de nossa Igreja Particular.

O arcebispo Dom Washington Cruz dirigiu-se aos colaboradores da Cúria Metropolitana, nesta manhã, anunciando a nomeação do seu sucessor, Dom João Justino Medeiros Silva, e leu carta escrita pelo novo arcebispo com suas primeiras saudações e pedido de oração ao povo goiano.

Está prevista coletiva de imprensa, com a presença do arcebispo eleito, no dia 16 de dezembro, às 9h, na Cúria Metropolitana.

 

 

Amados irmãos, amadas irmãs.

Pela primeira vez dirijo-me a todos vocês, após dizer o meu Sim ao chamado que a Igreja me fez, na pessoa do querido Papa Francisco, de deixar a Arquidiocese de Montes Claros (MG) para ir servir ao Povo de Deus da Arquidiocese de Goiânia (GO). Disse ao Santo Padre: “Aceito esta nova missão renovando meu Sim a Deus e à Igreja”. Meu coração está sereno porque, mais uma vez, poderei dizer como o Senhor: “Eu estou no meio de vós como aquele que serve” (Lc 22, 27). Estou feliz porque novamente chamado “Para dar testemunho da luz” (Jo 1, 8b).

Minha primeira saudação vai para todas as famílias de cada cidade da Arquidiocese de Goiânia. Sei das muitas labutas de vocês. Sei, também, da fé que sustenta cada família, qual Igreja doméstica. Suas alegrias e suas dores não me são desconhecidas. Que meu pastoreio me proporcione estar em sintonia com suas aspirações. O Povo de Deus da Arquidiocese são todos vocês.

Um abraço quero enviar a cada leigo e leiga, ciente de que vocês são a grande maioria do Povo de Deus. Vocês vivem a beleza do sacerdócio comum dos fiéis nas lides de cada dia. Em comunhão e na sinodalidade quero, com os presbíteros, meus cooperadores, e auxiliado pelos diáconos, viver meu ministério episcopal a serviço de todos vocês.

Saúdo, com reverência, o querido irmão Dom Washington Cruz, a quem terei a honra de suceder no pastoreio da Igreja de Goiânia. Agradeço sua acolhida generosa e seu empenho fraterno de preparar minha chegada. Com certeza vou escutar muito de sua sabedoria e santidade. Acolho Dom Levi Bonatto, bispo auxiliar e servidor amado dessa Igreja, com quem poderei contar tão de perto na missão que iniciarei. Saúdo meus irmãos no episcopado, que servem as dioceses da Província Eclesiástica de Goiânia. Antevejo a alegria de nossa comunhão. Bem assim, saúdo os bispos membros do Regional Centro Oeste na pessoa de seu presidente, Dom Waldemar Passini Dalbello.

A todos os presbíteros – diocesanos e religiosos – envio minha especial saudação. Quero ser próximo de vocês, para fortalecer os laços da missão que nos une e que gera amizades tão sólidas e bonitas no serviço do Evangelho. Desde já eu os tenho em minhas orações.

Aos diáconos permanentes, suas respectivas esposas e famílias, envio a minha saudação agradecida de poder contar com a presença de vocês em nossa Arquidiocese, como verdadeiros ícones do Cristo servidor.

Caros consagrados e consagradas, ao saudá-los estejam certos de que desejo muito contar com o testemunho de vocês na vivência dos diferentes carismas da vida religiosa, que enriquecem a Igreja local e nos despertam para a unidade na pluralidade, cuja fonte é o Espírito Santo.

Aos jovens diáconos transitórios, seminaristas, propedeutas e vocacionados desejo acompanhá-los de perto como pastor que, unido ao Conselho de Formação e à Pastoral Presbiteral, contribui para a solidez da vida dos ministros ordenados.

Saudação aos homens e mulheres do mundo da política e do trabalho, da cultura, das artes e dos esportes, da saúde e das empresas, da segurança e da comunicação. Alimento em mim a esperança de criar entre nossas instituições espaços de diálogo e de partilha de projetos, em favor de uma sociedade fraterna e justa, promotora e defensora da dignidade humana.

Saúdo com respeito a todos os trabalhadores e trabalhadoras, do campo e da cidade. O tempo nos possibilitará a proximidade e o encontro. Diariamente vocês constroem a história, com a energia do pensamento e das atividades. Desde já, minha gratidão.

Saudação muito particular aos educadores e educadoras das diferentes instituições de ensino. Será uma experiência muito edificante começar meu pastoreio na Igreja de Goiânia no contexto da Campanha da Fraternidade de 2022, sobre a Educação. “Fala com sabedoria, ensina com amor” (Pr 31,26) é um apelo que há de ressoar em todas as escolas, faculdades e universidades, mas, especialmente, nas escolas católicas e na conceituada Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

Para que minha saudação chegue a todas as pessoas, destaco os irmãos e irmãs mais pobres. Eles sinalizam a presença de Cristo entre nós e nos exortam a proclamar a fraternidade de modo efetivo, pela solidariedade e partilha. Eles estão como sentinelas, para nos lembrar do mandamento novo dado por Jesus: “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei” (Jo 13, 34).

Vamos juntos continuar a edificação da Igreja de Goiânia. Contem comigo. Eu nutro em mim a certeza de que poderei contar com todos vocês.

Desde já entrego meu pastoreio nas mãos do Divino Pai Eterno, “para dar testemunho da luz”. Coloco-me sob o manto de Nossa Senhora Auxiliadora e como o mais novo membro da Arquidiocese de Goiânia, imploro a Ela: Vinde em meu auxílio.

Peço a todos que rezem por mim. Em breve definiremos o dia de minha chegada para assumir, com ardor e coragem, a missão que hoje recebo. Antecipo a todos votos de abençoado Natal do Senhor e um Ano Novo cheio de realizações à luz da Palavra de Deus.

Montes Claros, 9 de dezembro de 2021.

Dom João Justino de Medeiros Silva
Arcebispo Eleito de Goiânia (GO)

 

Fonte:arquidiocesedegoiania